segunda-feira, 21 de julho de 2014

Avaliação anual de uma fêmea criadeira

Por
Aloísio Pacini Tostes

Avaliação que o Criador deve efetuar para melhorar a qualidade e a produtividade se seu respectivo plantel matrizeiro no que diz respeito das fêmeas que tem a missão única de reprodução, a saber:

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Desinfetantes, quando, como e por que usar ?

Por
Dr. Bruno Pietroluongo


As duvidas sobre manejo sanitário do plantel são freqüentes e persistentes. Cada criador tem sua receita infalível de como lavar as gaiolas ou de que produto usar para desinfetá-las, ou mesmo sobre como se deve fazer para desinfetar o criadouro enfim. O fato é que a grande maioria dessas receitas são completamente empíricas ou seja, não envolvem conhecimento cientifico. Os criadores vão popularizando produtos e dosagens que um falou pro outro e assim por diante e na verdade ninguém sabe o que está fazendo e nem o que deve fazer. 

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Tuberculose

Por
Dra. Érica Carricondo

Muitas pessoas ainda não sabem, mas a tuberculose está voltando com tudo e precisamos nos precaver, pois os animais silvestres são os principais reservatórios dessa bactéria.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Destaque para as fêmeas

Por
Aloísio Pacini Tostes


Foto cedida pelo leitor Dauri Wisbecki, Penha - SC

Na criação de passeriformes nativos, há o costume de não se prestar o devido destaque as fêmeas. Temos pouco tempo de prática, é verdade, só da década de 80 para cá, passamos a produzir com intensidade filhotes das espécies que mais cultivamos.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Aflatoxinas - O perigo presente nas sementes

Micotoxinas são substâncias tóxicas produzidas por fungos. Entre outros grupos de micotoxinas, o que desperta mais atenção é o das Aflatoxinas, que são produzidas pelos fungos Aspergillus flavus, Arpergillus niger e Arpergillus parasiticus. Estes compostos são encontrados em sementes e grãos armazenados em condições desfavoráveis, como alta temperatura e umidade. Esse ambiente é favorável ao desenvolvimento de diversas espécies de fungos, no entanto, apenas os Aspergillus produzem estas substâncias tóxicas. Outra particularidade desta micotoxina, é que ela permanece nas sementes mesmo após elas serem limpas e os fungos retirados.