quarta-feira, 24 de junho de 2015

Hábito chinês põe pássaro em risco de extinção

Ave se reproduz no Himalaia e tem sido
perseguida nos últimos 2 mil anos

Pequim – Um pássaro que chegou a ser uma das aves mais abundantes na Europa e na Ásia agora está quase em extinção devido aos hábitos alimentares na China, afirma um estudo publicado ontem no jornal científico Conservation Biology. O número de escrevedeiras-aureoladas (Emberiza aureola) diminuiu 90% desde 1980, desaparecendo do Leste da Europa, da Rússia e do Japão, afirma o estudo. Devido a esSe rápido declínio, a China proibiu em 1997 a caça da espécie, conhecida no país como “o pássaro do arroz”.

sábado, 20 de junho de 2015

Ácaro de traquéia, o que fazer?

Dra. Roberta Pivesso Mazola
Dra. Taís Cremasco Donato
Médicas Veterinárias Residentes do Laboratório de
Ornitopatologia - UNESP/Botucatu


As aves são hospedeiras de uma rica diversidade de ácaros que infestam penas, pele vias respiratórias e ninhos. Muitas espécies são hematófagas atuando como vetores de vários patógenos como protozoários, bactérias e vírus deixando as aves susceptíveis a infecções secundárias, podendo levá-las a morte.

sábado, 6 de junho de 2015

Paramixovirose

Por
Luiz Alberto Shimaoka
Médico Veterinário

É uma doença viral altamente difundida nas aves domésticas e silvestres. Podendo apresentar diversas faces e sintomatologias diversas. Dentre as paramixoviroses a doença de Newcastle é a mais temida, pois pode por si só dizimar até mesmo 60 % do plantel. No Brasil a sua comunicação é obrigatória aos órgãos competentes e o plantel acometido é totalmente destruído por lei. 

sábado, 23 de maio de 2015

A temperatura das aves

Por
Prof. Neto e Prof. Allan

Conheçam o Guinea Turaco, uma ave encontrada nas florestas do Senegal.


O Turaco e todas as outras aves são homeotérmicos, ou seja, mantém a temperatura do corpo constante (39°C). Na verdade a temperatura do corpo das aves sofre pequenas flutuações ao longo do dia. Estas oscilações são geralmente entre 1 e 2°C.